Três anos de blog! 🍰

byp3plmyr-3yhanoyocoza-articleAHHHHHHHHHHHHHHHHH! Mais um aninho de vida! Quase não estou acreditando que o blog está completando 3 aninhos! Parece que foi ontem que tudo começou. Parece que foi ontem que escrevi o primeiro post. Parece que foi ontem que recebi a primeira curtida. Parece que foi ontem que recebi o primeiro comentário. Parece que foi ontem que recebi o primeiro seguidor.

Se o blog ainda está ativo só posso agradecer a você que o acompanha! Thank’s ❤

P.s.: Essa imagem é do clássico Gatinha e Gatões.

Anúncios

Dois anos de blog!

tumblr_meu15eyeLN1qg6bf6o1_1280_largeJá se passaram dois anos desde o dia em que o Cadê a Luana? nasceu, acabei resolvendo contar como as coisas começaram, acho que poucos conhecem a história do blog.

A exatamente dois anos atrás, 12/04/2013, em uma sexta-feira a noite, criei o blog. Já estava com a ideia a algumas semanas antes, e desde então estava pesquisando quais os melhores sites para se criar um blog. Até então só escrevia meus textos no Tumblr, ou deixava guardado em pastas no computador.

Quando o blog nasceu era mais como um diário virtual onde escrevia crônicas, e simplesmente começou sendo um segredo, só quem sabia que eu escrevia eram os meus amigos mais íntimos. Primeiro porque tinha vergonha de mostrar aos outros as coisas que escrevo. Segundo porque tinha medo da opinião dos outros em relação aos meus pensamentos.

Tudo mudou após alguns meses, percebi que mesmo não divulgando o blog estava conquistando leitores, alguns que me acompanham até hoje. Diante disso, passei a ter mais segurança das coisas que escrevia. Pois tem pessoas que gostam de ler o que escrevo, e foi justamente através disso que passei a divulgar o Cadê a Luana? para conhecidos, amigos e parentes.

A principio foi complicado, pois já era um pouco tímida, e quando me perguntavam sobre o que gostava de fazer respondia escrever e logo contava sobre o blog, algumas pessoas gostavam, outras riam do blog e do nome dele. Acabava ficando mal…

Só que isso não me fez desistir, continuei escrevendo sobre a minha vida, as crônicas que tanto amo e sobre coisas que simplesmente gosto. E hoje estou muito feliz ao comemorar os 2 anos de blog! Só tenho a agradecer aos meus amigos e familiares que me apoiam e aos leitores que acompanham esse meu hobby. Obrigada! ❤

Tô viva!

Oi pessoas, andei muito sumida por aqui e desculpe-me por isso. Falei tanto que iria tentar fazer funcionar uma programação aqui no blog, mas já deu pra perceber que isso acabou não dando muito certo. Aproveitei tanto as minhas férias que o pouco tempo que me restava só queria dormir e recarregar as energias pra mais diversão com o pessoal.

Diante disso, os dias foram se passando e semana passada retornei as minhas aulas, resumindo eu nem se quer cheguei a ler metade dos livros que tinha prometido ler e muito menos cheguei a escrever algo produtivo ou dar continuidade ao meu livro que ainda nem saiu do primeiro capítulo. Parabéns, Luana!

Foi justamente por isso que estou passando não apenas para esclarecer o porque dos posts terem parado, como também para avisar que a partir de agora só vou escrever para o blog quando realmente for possível, não vou mais sair prometendo as coisas sem antes saber se vou ter tempo para cumpri-las (como acabei fazendo agora nas férias). E mesmo assim como as minhas aulas voltaram vou ter ainda mais pouco tempo pra escrever diariamente…

Bom, espero que vocês compreendam e até qualquer horinha. Beijos!

Sobre 2014, amigos, e a vida…

A minha ficha ainda não caiu que o ano está acabando, que já estamos em contagem regressiva para 2015 chegar, que depois de amanhã já é 1 de Janeiro de 2015. Acho que vai ser um pouco difícil dar adeus a 2014, apesar de não ter vivido grandes momentos, foi um ano que posso dizer com toda certeza que aprendi muito e que mudei um pouco.
.
No inicio de 2014 estava cercada de planos, mas eles começaram a desandar logo nas primeiras semanas de Janeiro. Primeiro porque a minha nota do Enem não deu para nada, apesar de ter amado a minha nota na redação (820 <3) tenho o direito de me achar haha. Segundo porque acabei passando na Faculdade Mauricio de Nassau, mas meus pais não deixaram eu cursar, porque além de ser em outra cidade, meu curso era durante a noite. Fui obrigada a passar todo um semestre em casa, já que sempre tive poucos amigos e a maioria estavam em outras cidades, principalmente meu amor, que só pra deixar a história mais interessante, naquele mês acabou indo passar alguns meses lá em Goiânia, GO (só ia voltar em Dezembro) e tentamos manter um relacionamento a distância.

Vendo que em relação aos meus estudos não ia começar nenhum curso naquele momento, passei a estudar em casa, me acordava todo dia cedo e estudava, o objetivo era me preparar para o Enem e novamente para a prova da Mauricio de Nassau em agosto. A questão é que aquilo passou a ser a minha rotina e teve momentos que achei que estava entrando em inicio de depressão. Tudo que eu fazia era estudar, ler, conversar uma vez ou outra com os meus amigos, sair uma vez ou outra, e receber a ligação do meu amor (que sinceramente salvava meu dia). Isso estava me sufocando.

As coisas começaram a ficar diferentes quando fiz a minha matricula na Faculdade Mauricio de Nassau, em Agosto. É, já tinha passado na prova e apesar do meu curso, Psicologia, continuar no turno da noite meu pai conseguiu uma vaga no ônibus escolar que vai todo dia para lá, ou seja, iria passar ao todo praticamente 3 horas dentro de um ônibus, mas finalmente minha rotina mudaria. E mudou, muito!

Foi diante dessa nova rotina que aprendi a deixar de ser aquela menina tímida, passei a construir novas amizades e claro fortalecer as antigas, conheci muita gente boa e que espero levar para o resto da minha vida, assim como também pessoas que não mereciam sequer o meu oi, e pode ter certeza que tenho bons motivos para dizer isso. Foi a partir de Agosto que passei a me importar menos com as opiniões dos outros e a expor mais os meus pensamentos sobre diferentes assuntos, mesmo os outros me achando louca ou coisa pior.

Nesse ano eu voltei a acreditar no amor (Obrigada Alex <3). Fiquei bêbada. Dancei horrores. Tive ainda mais certeza que tenho os melhores amigos do mundo. Entrei na faculdade. Fiz novas amizades. Deixei de ser tímida. Chorei bastante. Magoei-me. Desfiz algumas amizades. Aprendi a lidar com a saudade. Estudei muito. Dediquei-me ao blog <3. Fiz algumas burradas. Tirei fotos engraçadas. Conheci as melhores pessoas e as piores também. Viajei para Canindé-CE. Acabei indo para Fortaleza-CE. Fiquei de prova final em 5 matérias. Finalmente fui a um show de Chicabana. Aprendi a expor mais a minha opinião. Abri a cabeça pro novo. Cortei o cabelo mais que o normal. Aprendi a ser menos explosiva. Acabei lendo muito, mais do que estavam em meus planos. Comecei a escrever meu livro. Soube valorizar mais as pessoas que amo, aquelas que tiram-me sorrisos, que simplesmente por existirem fazem meus dias mais felizes.

Fico feliz em dizer que meu 2014 foi repleto de altos e baixos, que a grande maioria dos meus planos não deram certo e que aqueles que no final deram certo, passaram por uma longa tempestade para chegarem na maré mais calma. Sabe, as coisas até que não saem como a gente imagina, mas tudo tem um sentido, esse ano acabei tendo as melhores experiencias e aprendendo ao máximo com minhas atitudes.

Bom, só tenho a agradecer aos meus familiares, amigos, conhecidos, a todos que fizeram parte do meu 2014. Obrigada <3. Mas, acima de tudo, obrigada a vida por ter deixado meu ano ainda mais perfeito fugindo do roteiro que eu tinha programado. Tchau, 2014. Foi bom ter passado os 365 dias ao seu lado.

P.s. Sim, ele já voltou e estamos juntos, apesar de termos passado por algumas complicações…