“Até a eternidade, se possível!”

Já se passou um ano que você se foi, parece que foi ontem que tudo aconteceu, porque a dor que eu sinto aqui dentro ainda está tão viva quanto à do dia que lhe perdi. Mas eu não vim aqui parar falar sobre isso, pelo menos não agora. Eu quero falar sobre coisas boas, como os primeiros passinhos do Fernando, eu filmei tudo e vou guardar para mostrar para ele quando completar os 18 anos como a gente havia combinado. Eu sei que onde você estiver deve ter visto, e ficado tão feliz quanto eu. Ele está a cada dia mais parecido com você, e acredita que a primeira palavra que ele disse foi papa. Não duvido nada você ter visto e ficado rindo da minha cara de assustada. Esse momento foi emocionante, queria que você estive-se aqui.. Desculpa, não estou conseguindo conter minhas lágrimas.. Sabe, já estou começando a escrever o livro que tanto queria e estou escrevendo sobre a gente, sobre a nossa história. Não se preocupe, não vai ser mais um daqueles livros tristes que a cada página faz o leitor derramar centenas de lágrimas, o nosso é uma comédia pra lá de muito romântica. E vou dedica-lo exclusivamente a você amor, a pessoa que mais acreditou em mim e que me deu forças para sempre buscar pelos meus objetivos. Obrigada, muitíssimo obrigada!

Antes que eu esqueça trouxe essas flores para você, rosas brancas, quem ver não acredita que elas são do nosso jardim, no fim das contas o dinheiro que a gente gastou nele não foi em vão. É, eu sei que elas são lindas. Elas são um pedacinho da nossa história, lembro-me de quando você me deu aquele saquinho em um dos nossos encontros e você disse que dentro dele tinha uma vida e que ela precisava da gente para sobreviver, quando abrir lá tinha uma semente, como você mesmo disse, “Uma semente de rosa branca é vista por muitos como um símbolo de paz, mas para mim ela simboliza união.. E desde o dia em que lhe salvei daquele temporal sei que você é a mulher que eu quero compartilhar o resto dos meus dias, a eternidade se possível!”.

– Meu amor você aceita essa semente?

– Você é um louco.. Mas é o louco que eu quero ao meu lado por trilhões e trilhões de anos.. Claro que eu aceito amor!

E assim você me puxou para os seus braços e me deu um abraço daqueles que nos fazem esquecer tudo.

Eu amo você – você sussurrou no meu ouvido e em seguida me beijou. Eu me senti a pessoa mais feliz do mundo. Mesmo com meu nervosismo enorme, e as palavras não saindo muito bem, criei coragem e falei tudo o que eu queria falar a meses para você.

Eu.. Eu te.. Eu te amo! – Nossos olhares se encontraram, você passou a sua mão lentamente pela minha face e sorriu. Parecia que você já sabia, sempre soube. Você em segundos me beijou, um beijo calmo e intenso.

Como é bom relembrar aquele dia. É bom relembrar todos os dias que tive a sorte de passar ao seu lado. Deus não deveria ter te levado assim tão depressa, nós queríamos ter tido mais tempo com você. Você precisava de mais tempo aqui conosco. Eu sei que você está sempre ao nosso lado presente espiritualmente e está vivo em nossos corações. Mas nesses últimos 365 dias eu ainda não consigo acreditar que lhe perdi. Tem dias que eu acordo na esperança que tudo isso tenha sido um sonho, e com a expectativa de lhe ver ali deitado do meu lado, mas acabo voltando rápido demais para a realidade. O pior momento é quando o telefone tocar exatamente as 17:00hrs, eu sempre penso que é você me ligando e corro pra atender, e as vezes antes de alguém falar algo, eu digo: Amor estou morrendo de saudades, que horas você vai voltar? – Era assim que a gente se comunicava, esse é o nosso horário. Mas aí eu lembro que você se foi e a pessoa que está do outro lado da linha não é você, e tudo que me resta é desligar o telefone e chorar, chorar pedindo a Deus para te trazer de volta. Mesmo sabendo que isso é impossível. Continuar lendo

Anúncios

Apenas mais uma história de amor…

Todo novo dia é especial quando temos alguém importante ao nosso lado. Ainda mais quando sabemos que o sentimento que damos é recíproco. Nada melhor do que amar e ser amado.

Tudo que é novo, a principio, é assustador. O nosso relacionamento não foi diferente, eram tantas perguntas, incertezas, só buscávamos uma única resposta, se iria dar certo. Mas bem antes disso só haviam sorrisos, alias tudo iniciou de uma brincadeira. Melhores amigos, namorados de mentira, namorados de verdade. Temos uma longa trajetória. Me lembro como se fosse hoje nós sentados no banquinho que tem na frente da minha casa, e em meio a tantos assuntos você deu a ideia de sermos namorados de mentira. Achei aquilo engraçado e concordei. Criamos uma peça e deveríamos ganhar prêmios já que fomos tão bons atores que enganamos até aqueles que já sabiam que o namoro era falso. Era para durar uma semana e já estamos juntos há 230 dias.

Um acidente, algumas palavras e um beijo fora do roteiro mudou todo o percurso da história. Melhorou a história. Mas não estávamos esperando um empurrãozinho do destino – sim, eu continuo achando que foi destino. Tínhamos que tomar uma decisão e tudo que nos restava era conversar. Creio que aquele nosso dialogo foi o mais complicado, cheio de sentimentos conturbados, o medo de colocamos tudo a perder, as diferenças que tínhamos, não era fácil nos imaginamos juntos, mas mesmo assim arriscamos. Apenas tendo a certeza que tudo dependia e depende da gente.

Eu sabia que você ia embora e que só me restava menos de 3 meses ao seu lado. Nesse período fiz de tudo o que estava ao meu alcance para aproveitar o tempo com você e conforme a data ia se aproximando o meu coração ficava mais apertado. Tinha um medo enorme de te perder, de me apaixonar e não conseguir te esquecer. Quando faltava menos de uma semana para sua viagem ficar ao seu lado já estava se tornando insuportável, pensar que em poucos dias não teria mais você aqui, isso estava me enlouquecendo. Não estava sabendo lidar com aquela situação. Foi aí que descobri que já estava apegada a você.

Só tínhamos mais 48 horas, era a nossa última noite a sois, eu fui para a sua casa, nossos planos era assistir a um filme infantil, mas diante de tão pouco tempo que nos restava resolvemos aproveitar. No meio de beijos, mordidas, brigas, abraços, você disse que estava apaixonado por mim. Tentei esconder, mas neste momento dentro de mim estava tendo um tsunami, queria cair no choro e pedir para você ficar. Porém tudo o que fiz foi sorrir. Eu estava feliz. Quando menos percebi já haviam saído da minha boca a frase “também estou apaixonada por você”.

Quando chegou a hora da despedida achei que não aguentaria, um filme se passava na minha cabeça, cada sorriso, discussão, brincadeira… Nós ali no mesmo lugar onde tudo tinha iniciado. Não consegui conter minhas lagrimas. Mas tudo mudou quando perguntei o que aconteceria com a gente. Após alguns minutos conversando chegamos a conclusão que deveríamos continuar o relacionamento, e descobrir até onde esse sentimento irá nós levar.

E aqui estamos, sobrevivendo a essa distância. Tem dias que são fáceis, alguns outros difíceis. Há aqueles que tudo que queremos é está próximos um do outro. Assim estamos construindo nosso relacionamento.

A saudade é enorme. Aliás sinto saudades de muitas coisas. Saudades dos seus abraços, das nossas guerras de polegares, de poder te morder, de assistir filmes agarradinha com você (tentar assistir), da nossa brincadeira de abrir e fechar as mãos, do seu sorriso safado, do seu olhar psicopático, dos desenhos que fazíamos juntos… SINTO SAUDADES DE VOCÊ! E a cada dia que passa minha felicidade aumenta, só por saber que é um dia a menos no nosso calendário.

Texto escrito no dia 14/06/2014 para o meu amor ❤